26/05/17

19/05/17

Elogio Da Sombra

Quando os artesãos de antigamente lacavam estes objectos, quando lhes traçavam desenhos com pó de ouro, tinham necessariamente na cabeça a imagem de alguma câmara sombria e visavam portanto, sem dúvida alguma, o efeito a obter sob uma luz indigente; se utilizassem dourados em profusão, podemos supor que teriam em conta a maneira como eles iriam desprender-se na escuridão ambiente, e em que medida iriam reflectir a luz das lâmpadas.

Junichiro Tanizaki

1886 - 1965

05/05/17

Em Particular

Qual o trapo preso à cintura, qual o farrapo mais sórdido
Que não tem um preço?
Para quê menear o corpo, sentir luxúria
Sem uma finalidade?
E assim adorámos-te um pouco
Mais do que a Cristo.

Djuna Barnes

1892 - 1982